LÍDER COMO DESIGNER

370
0
Compartilhe:

Neste podcast, Oscar Motomura fala sobre da importância de olharmos os sistemas e processos à nossa volta como um designer.

Quando falamos da importância da integração, eu posso dizer que é uma das grandes prioridades que nós temos hoje nas organizações e no país. Enquanto nós estivermos absolutamente fragmentados, estaremos totalmente desotimizados. Todos nós sabemos disso e, no entanto, os sistemas instalados, os processos desenhados de um certo jeito fazem com que atuemos de uma forma desconexa.

Então, um dos grandes desafios hoje é o líder como um designer. É a mentalidade de um designer que olha o processo inteiro e diz “não faz sentido, existe uma série de idiossincrasias nesse processo que vamos ter que trabalhar”. Eu tenho que ir à origem, não é tentar lidar com as dificuldades que nós estamos vendo, mas olhar o sistema e dizer que esse design está totalmente desatualizado e é perverso porque leva mais ao egoísmo e a resultados individualizados do que um trabalho mais integrado.

Uma vez eu vi um especialista dizer assim: quem é a pessoa mais importante no navio? Aí todo mundo começou a falar ”é o maquinista, é o capitão”, mas ele disse “não, é o designer do navio porque se o navio foi mal desenhado ele vai afundar, não obstante o fato de o capitão ser excelente”.

Então, nós temos que ter esse discernimento de olhar e dizer que existem formas de desenhar e organizar processos técnicos e humanos de um jeito genial, que faça a produtividade aumentar dezenas de vezes. Isso existe de real no mundo que olhamos. Por que algumas organizações são dezenas de vezes mais produtivas do que outras? A genialidade do designer. Aqui tem alguma coisa superimportante que nós precisamos estar desenvolvendo: essa capacidade de olhar aquilo que acontece ao nosso redor, ir para a base e questionar os processos e sistemas dentro do qual nós trabalhamos.

Compartilhe: